O cinzeiro já não era mais um simples enfeite de mesa. Pra falar a verdade, ele já havia perdido as contas de quantos cigarros ele havia fumado. Quem disse que ele se importava? Cada vez que ele tragava, tragava junto seus sentimentos. Não se importava se tragava junto sua saúde, sua vida. Ele queria poder se tragar. Desaparecer. Ir para um lugar onde todos o aceitassem como ele é, onde tudo era perfeito, onde poderia ser feliz e sorrir sempre, como gostava de fazer. Mas foi aí que ele percebeu que o inferno é a causa do céu. Ele acende um cigarro com o inferno. Ele faz o cigarro acabar em céu. Para onde ele seria tragado? Ele não se importava, pois nunca alcançaria a perfeição, muito menos a felicidade plena. E nessa reflexão, outro cigarro se acabou. Outro foi aceso.

Moral: A perfeição não existe. Não perca sua vida olhando para ilusão de um espelho. Encare as imperfeições da vida de frente.

3 pensamentos profundos, hm.

  1. B. on 7 de abril de 2009 19:33

    As vezes eu me pergunto como vc consegue ser tão profundo. hm-
    Não tenho essa capacidade.

     
  2. Clara :* on 8 de abril de 2009 09:13

    Que profundo u-u' Ah, aliás, obrigada por visitar o meu estúpido blog. hm.

     
  3. Ricardo on 8 de abril de 2009 21:09

    É, realmente muito profundo. Mas não está longe de depressão hein! rssrrsrsrsrsrs
    Nunca imaginei que você fosse tão depressivo. Está quase me superando! rsrssrsrsrsrsr

    Primeiro post. [sem graça]

     


Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails